Por que o Matchá Provital é mais potente que o chá verde comum

Por que o Matchá Provital é mais potente que o chá verde comum

O nome é tão novo por aqui que até mesmo parece que o Matchá Provital é uma descoberta recente, mas pode ter certeza que não é. A erva é adotada há mais de mil anos nos países orientais e jamais deixou sua popularidade de lado por lá. A reputação atual no Ocidente se deve a os estudos científicos que deram ao Matchá Provital o posto de “novo chá verde do fitness”. A cor e a origem são as mesmas, porém o Matchá Provital é muito mais eficiente.

O que é o Matchá?

É uma erva verde extraída da planta Camellia sinensis, muito usada na china na festeja do chá – um acontecimento tradicional e singular nas culturas orientais. Até mesmo para participar como convidado em uma festeja do chá é preciso conhecer os gestos e sentenças pré-determinados e a maneira apropriada de portar-se na sala. Tanto que falam que uma vida toda não é suficiente para estudar tudo o que a festeja simboliza.

Se o Matchá Provital é retirado da mesma planta que o chá verde, porque é mais eficaz?

De fato, os dois são retirados das folhas da planta Camellia sinensis, sobre tudo, a semelhança se encerra por aí. Toda a forma de produção é distinta. O Matchá é produzido de forma ainda mais artesanal: as plantações são cultivadas à sombra, as colheitas são praticadas de maneira manual e com a retirada das folhas ainda jovens, que são secadas e moídas por processos específicos. Este conjunto de técnicas faz com que o Matchá apresente um maior teor de catequinas (uma forte substância antioxidante), de aminoácidos e de clorofila, razão pela qual ele tem sido considerado como um chá mais eficiente.

Chá de Matchá Provital ajuda a perder peso mais do que chá verde?

Certamente! A lógica é a seguinte: as catequinas e polifenóis encontrados no chá verde fazem com que ele aumente a termogênese, o que aumenta o metabolismo e, consequentemente, a queima de gorduras. Agora pense que no Matchá Provital a concentração de catequinas é 137 vezes maior do que no chá verde. Um estudo do American Journal of Clinical Nutrition (Jornal Americano de Nutrição Clínica) analisou os efeitos dos chás que possuem catequina e cafeína na fórmula e mostrou que o Matchá turbina o metabolismo a ponto de impulsionar a queima de calorias em 40% em relação ao chá verde.

O Matchá Provital é um chá detox?

Sim, e dos melhores. Isso pelo fato de que sua forma artesanal de produção faz com que esta erva tenha mais clorofila, conhecida por seu potencial diurético. Além de eliminar as toxinas, o chá Matchá Provital reduz a absorção de líquido, o que retira o inchaço em algumas regiões do corpo.

É verdade que, mesmo com elevado nível de cafeína, o Matchá Provital ajuda a desestressar?

Exatamente. Em comparação a outros chás verdes, o Matchá Provital possui quantidades cinco vezes maiores de L-teanina, um aminoácido localizado exclusivamente no chás verdes e que é capaz de superar a barreira sangue-cérebro e impulsionar a atividade das ondas alfa, ligadas ao relaxamento, ao humor, ao alívio de estresse e até mesmo à diminuição da pressão arterial. A união de L-teanina com cafeína viabiliza que o Matchá propicie relaxamento sem causar sonolência.

Qual o gosto do chá de Matchá ?

O gosto do Matchá é mais forte do que o do chá verde tradicional, porem é um dos melhores. Atualmente o mais famoso é o sabor limão que é uma delicia! Podendo ser substituído por sucos ou sua bebida favorita. O sabor acentuado da bebida é precisamente porque os nutrientes são encontrados de forma ainda mais concentrada devido ao processo de produção que conserva as propriedades nutricionais.

Onde comprar e quanto consumir de Matchá Provital?

O local mais fácil de achar a erva e no site provital.com.br. O consumo indicado é de 15 a 20 g por dia, em formato de pó. Isso é igual a, no máximo, quatro xícaras do produto por dia.

Posso tomar a cápsula?

Pode, porém é preciso ter consciência de que qualquer chá industrial (em pílulas e sachês) possui propriedades artificiais com a finalidade de dar ou replicar os efeitos do chá natural. A Anvisa não admite a eficiência dos chás desenvolvidos dessa forma. Uma pesquisa da Unicamp (Universidade de Campinas) mostrou que o chá verde em pílulas tem uma concentração muito elevada de princípios ativos. Para se ter uma ideia, uma única unidade é o mesmo a 10 xícaras de chá.

Como fazer o chá de Matchá Provital?

Para fazer o chá, ferva a água, aguarde aproximadamente cinco minutos para que ela esfrie e então misture o pó. Ou você pode optar por acrescentar o chá na água e misturar. Você vai ver que o gosto da bebida é uma delicia. Tente evitar consumir o chá com o estômago vazio.

O Matchá e todos as ervas verdes possuem taninos, uma constituição que eleva os ácidos estomacais e pode ocasionar náuseas e prisão de ventre. Também não é recomendado o consumo do chá nem metade de uma hora antes nem metade de uma hora depois das refeições, para que a bebida não prejudique a absorção de ferro e cálcio no organismo. O melhor, portanto, é tomar o chá entre as refeições.

matcha A erva é usado apenas em chá? Não. O produto também pode ser componente de smoothies, sorvetes, iogurtes, sucos e vitaminas. Como ele é comercializado em pó, também fica fácil para usa-lo na preparação de bolos, qualquer tipo de carbos e até mesmo de molhos e mousses. Uma boa notícia é o pouco teor calórico do Matchá : são apenas três calorias em uma parcela de chá. Logo, dá para refletir em trocar o cappuccino por ele.

Todo mundo pode tomar ou tem contraindicações?

O chá é contraindicado para mulheres gestantes ou lactantes, pois a participação da cafeína pode comprometer o bebê. Quem faz uso de Medicamentos anticoagulantes também evitar o Matchá Provital porque a vitamina K, presente no chá verde, bloqueia a ação desses remédios.

Que tal adquiri o seu Matchá agora mesmo, é só entrar no link a baixo, aproveitar !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.